Senac

Rio Grande do Sul

Escolha seu Curso

Notícia

Porto Alegre, 12/12/2017

Fecomércio-RS: 2017, ano de ajustes essenciais para voltar a crescer

Fecomércio-RS: 2017, ano de ajustes essenciais para voltar a crescer

O ano que termina foi de grandes desafios para o setor empresarial. Num contexto de retomada e lenta recuperação da economia após um grave período de crise, 2017 – ainda em meio a escândalos políticos – foi marcado pelo retorno dos debates sobre a importância e os impactos de reformas essenciais para o equilíbrio das contas públicas e o crescimento econômico e social do país. Essa análise e projeções são da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul, que nesta terça-feira (12), apresentou as perspectivas para 2018 e fez um balanço da economia e das atividades do Sistema Fecomércio-RS em 2017.

A Federação, como tradicionalmente faz todos os anos, aprofundou essa discussão em diversos encontros realizados na Capital e no Interior do Estado junto a sua base de sindicatos filiados. Com o mote ‘Brasil em Reforma’, foram realizadas cinco edições do projeto Giro Pelo Rio Grande nas cidades de Alegrete, Camaquã, Lajeado, Taquara e Três Passos, além de cinco Fóruns Regionais – em Uruguaiana, Pelotas, Ijuí, Santa Rosa e Lagoa Vermelha.

“Desenvolvimento econômico e social requer equilíbrio nas finanças públicas e sem os ajustes propostos não será possível atender demandas básicas como saúde e segurança e promover novos investimentos”, afirma o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, sobre a importância dos encontros promovidos pela entidade que tiveram foco nas reformas e na análise da conjuntura econômica de Rio Grande do Sul e Brasil. Segundo o presidente, a reforma da Previdência, amplamente debatida nas últimas semanas, é a única saída para um déficit que chegou a R$ 305,43 bilhões em 2016. Ofício consolidando posição da entidade em prol de um novo sistema previdenciário no Brasil (PEC 287/2016) foi enviado a todos os deputados e senadores gaúchos no início deste mês.

NÃO A MAIS IMPOSTOS – Além das reformas, a Fecomércio-RS manteve posição contrária à criação de novos impostos como solução para o déficit fiscal. “Novos impostos são inviáveis no país com uma das maiores cargas tributárias do mundo para o seu nível de renda”, destaca Bohn. Além da bandeira permanente contra maior tributação, a Fecomércio-RS atuou no sentido de impedir que projetos que criam novos impostos comprometam a eficiência e competitividade do setor terciário. 
Entre as mais recentes atuações esteve a agenda do presidente da Fecomércio-RS com o ministro do STF Dias Toffoli, em Brasília, onde pontuou juridicamente os efeitos negativos da cobrança do Difa sobre as micro e pequenas empresas. “Criou-se uma inconstitucional, assistemática e injusta política arrecadatória implementada por alguns Estados, inclusive o Rio Grande do Sul, que atinge em cheio todo o segmento varejista optante pelo Simples Nacional”, afirma Bohn.

NÃO À PIRATARIA – Outra grande bandeira da entidade ao longo de 2017 foi o combate à pirataria. Um importante passo rumo à conscientização foi dado com a criação da cartilha “Comércio informal: que bicho é esse?”, em parceria com o ProconRS. A publicação distribuída em todas as escolas públicas do Estado explica de uma forma didática o que é pirataria e os prejuízos que causa à saúde, ao bolso das famílias e à sociedade como um todo. Mais recentemente, colocou no ar o site opiratahonesto.com.br, um canal exclusivo para ilustrar – na prática – como funciona a oferta de produtos falsificados. A iniciativa marcou o Dia Nacional de Combate à Pirataria, no último dia 3 de dezembro, e chamou a atenção para a prática ilegal que no ano de 2016 movimentou R$ 52 milhões no Rio Grande do Sul.

2018: ANO DE RECUPERAÇÃO, CRESCIMENTO PELO CONSUMO E INCERTEZAS 
O ano de 2018 deve ser marcado pela recuperação da atividade econômica, processo que traz como consequência o aumento lento e gradual da inflação. E sem o impacto positivo dos alimentos, o IPCA que deve voltar a acelerar, alcançando 4,6% em 2017.

A indexação da economia brasileira vai ajudar a segurar a inflação, mas, ao final de 2018, o Banco Central (BC) poderá iniciar a elevação da taxa básica de juros (Selic), já de olho na meta inflacionária de 2019. Apesar de ter fechado o ano em 7,00 % a.a.- a menor taxa de juros da série histórica do BC, a Selic deve alcançar 8,00% até dezembro de 2018.

Para o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, o crescimento econômico no ano que vem será puxado essencialmente pelo consumo. O poder de compra das famílias foi aumentado em 2017 pela dinâmica da inflação e dos juros. Além disso, ainda que timidamente, o mercado de trabalho dá sinais de melhoras, o que ajuda a reforçar a confiança e o retorno ao consumo. Ainda do ponto de vista da demanda, apesar de se esperar elevação no investimento, fundamental para o crescimento da produtividade, há elementos que freiam sua expansão. “A capacidade ociosa e a incerteza política devem influenciar e conter a elevação de investimentos em muitos setores.”, analisa Bohn. Do ponto de vista da produção, espera-se um comportamento mais homogêneo entre os setores. A agropecuária, porém deverá sofre com a alta base de comparação de 2017.

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) projetado para o Brasil no final de 2018 é de 2,8%, acelerando com relação ao verificado em 2017. No Rio Grande do Sul, a projeção fica abaixo da expectativa nacional, com crescimento esperado de 1,9% em 2018. “Apesar dos indicadores positivos de 2017 e o que se desenha para 2018, os crescimentos somados não vão compensar as perdas acumuladas nos anos de 2015 e 2016”, afirma o presidente Luiz Carlos Bohn. As perspectivas da entidade, que consideram um quadro de relativa estabilidade no campo político, ainda projetam o câmbio na proporção R$ 3,45/US$ para o final de 2018. “É importante ressaltar que as eleições presidenciais vão gerar grandes incertezas no cenário econômico brasileiro, causando volatilidade, especialmente, em variáveis sensíveis”, pontua. Assim, a campanha eleitoral poderá afetar o desempenho do câmbio, inflação e juros ainda em 2018 e comprometer o crescimento econômico para 2019.

FIM DA RECESSÃO EM 2017 – Após um longo período no vermelho, 2017 termina com números mais favoráveis para a economia brasileira, e marca o fim de um longo período de recessão. Os fatores que confirmam esse cenário são inflação sob controle, os juros em queda e o mercado de trabalho em processo de recuperação, com uma lenta e gradual redução na taxa de desemprego do País – atualmente em 12,2%.

REFORMAS FEITAS E A FAZER – O presidente da Fecomércio-RS comemorou os avanços institucionais que ocorreram nos últimos tempos. Na opinião da entidade, a reforma trabalhista, ainda que não perfeita, representa um grande e importante avanço para a flexibilização das relações de trabalho e para o aumento da empregabilidade e competitividade dos bens e serviços brasileiros. “Os tribunais precisam agora respeitar a lei e nós vamos lutar por isso.”, completou Bohn. O presidente falou da necessidade de outras reformas como a administrativa, tributária e especialmente a previdenciária. “Nosso país está envelhecendo rápido. A conta da previdência cresce brutalmente e ameaça outros gastos fundamentais. Se não fizermos a reforma agora enquanto ainda temos um ambiente externo bastante benigno, deixar para depois pode nos custar caro demais.”, completou o presidente da Fecomércio-RS.

SENAC-RS – Mudar a vida das pessoas por meio da educação profissional é o compromisso do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Rio Grande do Sul – Senac-RS, que já capacitou mais de sete milhões de gaúchos em sete décadas de atuação. Ofertando educação profissional em todos os níveis de ensino, do Jovem Aprendiz à Pós-Graduação, a entidade conta com duas faculdades, 41 escolas de educação profissional e 23 unidades Sesc/Senac. São mais de 60 postos de atendimento que possibilitam atender todos os 497 municípios gaúchos.

Primando pela excelência nos processos de gestão, a instituição, que soma 148 troféus no Prêmio Qualidade RS – PQRS, foi reconhecida, em 2016, como a única organização de ensino do País a ganhar o Prêmio Nacional da Qualidade – PNQ e, em 2017, se tornou a primeira instituição educacional do Brasil a receber o Prêmio Ibero-Americano da Qualidade.

Entre as novidades para 2018, está a inauguração do Senac Gestão e Negócios, que contará com um espaço físico no Shopping Total, ofertando cursos de gestão e inovação voltados para a área do comércio. Além disso, a instituição irá lançar, no primeiro semestre do ano, um novo portfólio de capacitações totalmente focado no ensino digital, com aulas de curta duração oferecidas em um ambiente virtual que possibilitará ao aluno o contato com novas tecnologias e linguagens, englobando metodologias ativas e criativas no processo de aprendizagem.

SESC/RS – Promovendo o bem-estar social dos trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e de toda a comunidade, há 71 anos, o Sesc tem o propósito de levar felicidade à vida das pessoas. A instituição pertencente ao Sistema Fecomércio-RS está presente nos 497 municípios gaúchos com atividades sistemáticas de cultura, lazer, educação, esporte, turismo e ação social.

Com 43 Unidades Operacionais Sesc e 21 Unidades Sesc/ Senac, a instituição também leva qualidade de vida à população por meio de unidades móveis como as OdontoSesc, USSP (Unidade Sesc de Saúde Preventiva), RecreArte e BiblioSesc. Programas como o Sorrindo para o Futuro, com ações de saúde em escolas de 140 municípios, e o Mesa Brasil Sesc, complementando refeições de milhões de gaúchos, reforçam a atuação da instituição.

Em 2018, será inaugurada a terceira Unidade Móvel de Cultura e Lazer Sesc – RecreArte e melhorias na Unidade Sesc/ Senac de São Sebastião do Caí. Ainda na linha de expansão das atividades de bem-estar, serão lançados novos grupos do Programa Sesc Maturidade Ativa. Ainda no próximo ano, serão realizadas novas edições de eventos e projetos já consolidados no cenário gaúcho, como o Estação Verão Sesc, Festival Internacional Sesc de Música, Temporada de Férias, Circuito Verão Sesc de Esportes, Festival Palco Giratório Sesc/POA, Jogos Comerciários, Circuito Sesc/Caixa de Corridas, entre outros. Saiba mais em www.sesc-rs.com.br.

Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato