Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Inglês não é luxo é necessidade

por Michele Bolsoni Saliba da Costa

Não é mais surpresa ou novidade que o inglês é essencial para qualquer pessoa que deseja ter uma carreira de sucesso. Apesar que, em números, existem muito mais falantes de mandarim. Isso explica-se com população chinesa e também com o crescimento do mercado chinês no mundo; mas o inglês é a língua mais aceita em instituições internacionais, em relações diplomáticas e também que está presente em todos os continentes como língua oficial. 


Estima-se que hoje, mais de 1,5 bilhões de pessoas falam inglês. O inglês é considerado a língua oficial em 67 países e como segunda língua em outros 27. Considerando que o número total de países é 195, em pelo menos 48% o inglês é aceito (Dados de 2015).


Durante a história da humanidade, outras línguas ocuparam um lugar de relevância, assim foi com o grego e latim no período clássico; as línguas túrquicas durante o período de expansão do comércio entre Europa e Ásia. Entre séculos XVI e XVIII o francês teve destaque no cenário internacional. Porém, a partir do século XIX o inglês passou a exercer uma influência maior, devido à colonização britânica e também ao crescimento dos Estados Unidos, não apenas economicamente, mas também como grande influenciador na cultura mundial. 


Não é apenas no mundo dos negócios, da diplomacia e do entretenimento que a língua inglesa tem destaque, no mundo acadêmico isso é ainda mais notável. Qualquer estudante ou pesquisador que busca enriquecer seu trabalho acadêmico enriquecesse sua pesquisa lendo artigos em inglês, já que existem muito mais artigos nessa língua do que em qualquer outra, em qualquer escola de conhecimento. Lobachev (2008) indicou que 45% das publicações científicas foram em inglês, assim como publicações em outras línguas são normalmente traduzidas para o inglês também. Um dos motivos é devido à globalização das universidades que atraem estudantes de todas as partes, assim como produção ou tradução em inglês significa que um número maior de pessoas será atingida. 


Considerando livros de ficção ou não-ficção, mais de 20% da produção mundial também é na língua inglesa, assim como 62% de revistas e jornais em números mundiais. A Internet também é dominada pela língua inglesa, com mais de 55% dos websites. Ou seja, para quem quer ser visto e ouvido, comunicar-se em inglês é essencial e, no momento atual, quem não faz parte da comunidade global está correndo atrás de uma máquina que não para e continua a desenvolver e expandir em um ritmo alucinante. 


Para fazer parte desse mundo globalizado o inglês é mais que necessário, é essencial. Afinal, o que você prefere? Permanecer no mesmo lugar sem mudanças estagnado? Ou fazer parte do mundo e desenvolver e abrir as janelas do conhecimento, do mundo, do universo? 



Websites. Research Gate: https://www.researchgate.net/publication/302454064_Teaching_English_as_A_Foreign_Language_at_Madrasah_Ibtidaiyyah_Facts_and_Challenges
Wikipedia: https://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADngua_mundial#cite_note-4 
Wikipedia: https://en.wikipedia.org/wiki/Academic_publishing 
Columbia University: http://globalcenters.columbia.edu/content/english-global-dominance-and-other-languages-higher-education-and-research 
Partnership: https://journal.lib.uoguelph.ca/index.php/perj/article/view/826/1358#.WZHdJneGP-Y 

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato