Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

O Halloween como ferramenta no processo de aprendizado

por Jady Luana da Silva Lima - Professora do Senac Taquara

Aprender uma língua, na maioria das vezes, não é uma coisa fácil de se fazer, mas todos concordamos que é imprescindível nos dias de hoje o domínio de um segundo idioma. Pensando nisso, o envolvimento do estudante da língua com a cultura da mesma é fundamental para tal processo.

E o que melhor para conhecer a cultura senão a celebração das festividades tradicionais dos países falantes do idioma? O inglês é a língua mãe em mais de 10 países, e entre eles há diversas tradições como o Saint Patrick’s Day (Dia de São Patrício), Valentine’s Day (Dia de São Valentim), Thanksgiving (Ação de Graças) e o assustador Halloween (Dia das Bruxas)!

Muitas escolas de idiomas comemoram tais datas como forma de aproximar os alunos com a língua, pois elas mexem com as nossas emoções, crenças e imaginações, perfeitos aliados para motivar e cativar os alunos nesta jornada de aprendizado. Sendo assim, o Halloween está cada vez mais presente nas escolas e nas conversas das crianças, adolescentes e jovens brasileiros, que entram na brincadeira e desenvolvem a sua fluência na língua de maneira divertida e prazerosa.

O Halloween, oriundo da expressão All Hallows’ Eve - Noite da véspera de Todos os Santos, veio da cultura celta pagã, na qual o povo celta celebrava o fim do verão juntamente com a última colheita do ano e o início do inverno juntamente com o ano novo. Além disso, eles celebravam a aproximação do mundo dos vivos com o mundo dos mortos, de onde conhecemos lendas como a lenda do Jack O’Lantern: o rapaz que não era aceito nem no céu, nem no inferno e ficava vagando pelas ruas... Esse mesmo nome é o apelido das abóboras típicas com “rostos” assustadores e com velas dentro.

Essa data também é muito conhecida pelo Trick or Treat? (Gostosuras ou travessuras?), no qual as crianças se fantasiam de bruxas, vampiros, fantasmas, monstros, etc., e vão de casa em casa pedindo guloseimas. E, caso o morador se recuse ou não tenha para a dar à criança, a mesma pode fazer uma travessura com a casa do morador, como jogar rolos de papel higiênico entre outros.

Entre tantas histórias e lendas, também temos os filmes carregados com essa cultura que despertam a nossa curiosidade e interesse acerca desta data, os quais são ótimas ferramentas para praticarmos a compreensão oral e aumentar nosso vocabulário.

E você... já pensou em que você vai se fantasiar e descobrir neste Halloween?

Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018