Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

O clamor dos clientes do século XXI

por Rafael Idalgo Tunes

QUEREMOS ATENÇÃO: esse é o clamor dos clientes do século XXI.

Quem gosta de ser mal tratado? Quem já deixou de comprar em uma loja apenas pelo fato de ter recebido um mal atendimento? Com certeza o tema atendimento parece ser bastante falado no meio comercial, porém ainda hoje uma nova reflexão se faz necessária. Em tempos de constante aumento de conectividade e interação entre as pessoas, se destacam aqueles profissionais que atuam com vendas e têm como foco na sua conduta profissional o relacionamento.

Houve um tempo em que o conhecimento técnico sobre um produto era o fator decisivo para um vendedor se destacar perante o mercado. Porém, com o passar das décadas e com o avanço das tecnologias, mais e mais os clientes se apropriaram do conhecimento técnico dos produtos e serviços,tornando-se, assim, independentes no processo de compra.

Quando um dia saímos para caminhar e entrar nos estabelecimentos comerciais em nossas cidades, constatamos uma realidade ainda surreal para o nosso hoje: vendedores que ainda atuam como atendentes do século passado. Desde a abordagem até o seu último ato, o único objetivo deles é “se livrar” do cliente, ou seja, fechar sua venda e partir para o próximo. É o clássico“tirador de nota”. Mesmo o mundo todo falando em sinergia, empatia e encantamento, os vendedores de hoje, em sua maioria, ainda mantém características dos vendedores do passado.

Obviamente, não é um demérito àqueles vendedores antigos, porém a forma de atuação no passado era condizente com o perfil do consumidor daquela época. Os tempos mudaram. Hoje, o cliente não espera um vendedor que saiba tudo de seu produto,mas sim que se coloque no lugar dele. As pessoas esperam ser surpreendidas, envolvidas e encantadas. O vendedor de antigamente é substituído pelo consultor.

Mas afinal, o que é um consultor? Segundo o dicionário, “consultor é aquele que tem a função de dar parecer, fornecer subsídios, sugerir e aconselhar”. Vejam só, aconselhar. Existe um velho ditado que diz que “se conselho fosse bom não se dava, se vendia”. Brincadeiras à parte, o perfil do profissional de vendas do século XXI é muito semelhante ao de um amigo. O que se espera de um amigo? Que ele seja leal, que fale a verdade, que ajude nos momentos de necessidade, que seja sincero e que queira o seu melhor. Se você notar, não é isso que esperamos quando vamos até um comércio para adquirir um bem e/ou serviço? Queremos atenção! Buscamos ser ouvidos! Chegamos com uma necessidade e esperamos uma resposta. Mas, infelizmente, a maioria dos profissionais de hoje ignoram esse clamor. Os profissionais atuais desejam bater suas metas, cumprir o que está acordado em contrato e voltar para sua casa só pensando na rotina do próximo dia. As pessoas desejam ser ouvidas! Elas querem ser chamadas pelo nome, ter liberdade de falar o que sentem e terem suas necessidades sanadas.

Meu conselho para você, vendedor do presente: antes de buscar conhecer mais sobre o seu produto, busque conhecer mais sobre o seu cliente. Quando o conhecer, ele deixará de ser apenas mais um para você. Passará a ser seu amigo. E para amigos, damos conselhos!

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018