Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

O impacto da pandemia na saúde mental das pessoas e estratégias de enfrentamento

por Bruna Pillar Benites Nicorena - Professora do Senac Uruguaiana

Na atual situação de pandemia que nos encontramos, o isolamento social é a principal recomendação das autoridades de saúde como medida de evitar a propagação do coronavírus (COVID-19). No entanto, esse isolamento obrigatório impôs as pessoas uma mudança radical no estilo de vida, além do medo de ser contaminado, a impossibilidade do contato físico, as restrições de visitas acabam trazendo transtornos a saúde mental da população.

Diante dessa pandemia é normal que estejamos confusos, preocupados, e alertas frente as incertezas desse momento. É comum termos sentimentos e emoções negativas, como medo, tristeza, raiva, solidão, além de ansiedade e estresse. O excesso de notícias, a mudança na rotina, as consequências sociais, políticas e econômicas tem potencializado e impactado na saúde mental da população.

Sabemos que não tem sido nada fácil lidarmos com a sobrecarga desse desafio atual, mas nem tudo está perdido. Pensando nessa sensação de impotência que estamos vivendo, buscamos estratégias de enfrentamento que minimizem esses sentimentos e emoções negativas geradas nessa pandemia.

Com o intuito de minimizar o impacto gerado na população, elencamos algumas estratégias simples e práticas que poderão influenciar e facilitar positivamente o seu processo de enfrentamento na COVID-19.

• Inclua na sua rotina ações de autocuidado: exercício físico, meditação ou relaxamento, uma alimentação saudável, incluindo frutas e verduras. Beba uma quantidade adequada de água diariamente

• Busque informações sobre o que fazer para se cuidar e cuidar de outros.

• Escolha fontes de informação confiáveis e procure saber a procedência das notícias que recebe – não disseminar fake news. Use sites oficiais, como o da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e de Universidades.

• Evite ficar o dia todo checando as mídias sociais (WhatsApp, Facebook, Instagram, por ex.), ou lendo os jornais e ouvindo notícias para não haver sobrecarga de informações. Fazer isso pode te deixar mais estressado e ansioso, por isso é importante delimitar um momento e horário específico para isso.

• Preencha seu tempo com informações otimistas e atividades prazerosas.

• Pense em como deixar suas tarefas mais prazerosas: busque um ambiente tranquilo, faça um chá ou algo que te dê conforto para se sentir mais capaz de realizar as tarefas.

• Planeje atividades para o dia, que não sobrecarreguem seu corpo e mente.

• Separe horários para trabalho, lazer e interação familiar.

• Faça uma lista das tarefas por ordem de prioridade e procure resolvê-las uma a uma. Pode ser necessário dizer “não” para algumas demandas não urgentes em algum momento.

• Uma boa dica para manter o foco é estabelecer pequenas recompensas após a finalização de cada tarefa, como assistir a um episódio de sua série favorita ou ficar alguns minutos com seu animal de estimação.

• Se você está preocupado com sua situação financeira, uma boa dica é organizar uma tabela com seus ganhos e seus gastos. Estabeleça que gastos são essenciais e quais podem ser cortados.

• Acredite que pode fazer algo para melhorar a forma como está lidando com tudo isso.

•Use as vídeo chamadas para se conectar com as pessoas.

• Se estiver mais angustiado, triste ou ansioso, busque conversar com pessoas que geralmente têm uma postura mais otimista frente às dificuldades.

• Dedique-se às suas tarefas e à família.

• Aceite apoio emocional quando oferecido e ofereça apoio sempre que puder. Experimente outras formas de se expressar, como pinturas, desenho, escrita, música ou dança.

• Expresse suas emoções e sentimentos. Para que as coisas melhorem, reze ou pratique o ritual religioso de sua crença, caso você seja adepto de alguma religião.

• Se você percebe que não está dando conta das tarefas devido a sentimentos negativos (ansiedade, pânico, tristeza, raiva), busque apoio especializado (psicólogos e psiquiatras). Há a possibilidade de realização de atendimento online desses profissionais.

• Busque momentos de conexão emocional consigo mesmo. Conhecer seu mundo interno, suas próprias emoções e seus pensamentos pode ser um primeiro passo para ter ações mais voluntárias frente ao estresse. Use recursos, como práticas de meditação, que promovem essa conexão.

Proponha formas diferentes e criativas de solucionar antigas e novas tarefas. Não tenha medo de inovar.

• Pense no que você irá aprender nesse período. Por exemplo, muitas pessoas estão aproveitando para aprender a utilizar mídias sociais para o trabalho, ferramentas de reuniões, apps e softwares de gestão e compartilhamento de projetos.

• Você também pode aprender a fazer uma nova receita, a construir objetos de decoração com materiais que você já tenha em casa ou cultivar uma pequena horta ou jardim.

• Busque aprimorar habilidades, como artesanato ou tocar algum instrumento musical, por exemplo.

• Utilize esse tempo também para botar em dia aquelas pequenas atividades que não tinha tempo de fazer, como pequenos consertos em casa, limpar os armários, costurar algumas roupas.

• Se você ainda não tem o hábito de praticar exercícios físicos, essa pode ser a hora! Prefira exercícios de baixa intensidade e alongamentos para começar. Essa prática pode te trazer uma sensação de bem-estar.

Busque, portanto, se distrair com atividades prazerosas e que te deem satisfação.

Referências

Weide, J. N., Vicentini, E. C. C., Araujo, M. F., Machado,W. L., & Enumo, S. R. F. (2020). Cartilha para enfrentamento do estresse em tempos de pandemia. Porto Alegre: PUCRS/ Campinas: PUC-Campinas. Trabalho gráfico : Gustavo Farinaro Costa

https://www.unifesp.br/reitoria/dci/noticias-anteriores-dci/item/4395-quais-os-principais-efeitos-da-pandemia-na-saude-mental

Como lidar com os aspectos psicossociais e de saúde mental referentes ao surto de COVID-19. Versão 1.5, março 2020. IASC – Inter-Agency Standing Committee.

WHO. Mental health and psychosocial considerations during COVID-19 outbreak. March, 2020.

Médicos sem Fronteiras, www.msf.org.br

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018