Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Área de Tecnologia da Informação: um mundo de oportunidades em meio ao caos

por Rogério Ciotti - Professor do Senac Erechim

Algumas das frases a seguir intitulam notícias: "A área de Tecnologia de Informação está em alta", "O setor de tecnologia tem emprego de sobra, ou "O setor de TI teve crescimento de 310%". De fato, o avanço das tecnologias aplicadas ao ciclo de vida das informações aumentou muito, diante do volume de informações geradas atualmente. Isso porque essas informações necessitam de transporte, segurança, armazenamento, padronização, e apresentação para serem utilizadas. Além disso, há a necessidade de configuração e manutenção de equipamentos para suportá-las. 

Com a pandemia da Covid-19 em 2020, empresas investiram em transformação digital e atendimento virtual. Houve um crescimento da digitalização das empresas, que investiram em vendas on-line, vendas por meio de plataformas, logística, etc. O número de serviços que utilizam como mediação a internet sofreu um aumento fora do comum nesse período e continua em crescimento permanente.  

Diante disso, as empresas que atuam na área ampliaram as contratações em 2020 e devem continuar acelerando por um bom tempo.  Em 2020, as contratações foram de 143% em relação a 2019. Para 2022, é esperado que esse número triplique. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (BRASSCOM), até 2024, devem ser contratados cerca de 420 mil profissionais no setor de TI. A isso, soma-se o fato de que o setor enfrentará um déficit de 260 mil no futuro. Esses números são resultados de uma previsão com base na capacidade das instituições que formam alunos em nosso país.  

No Brasil, são ofertados, ao mercado de trabalho, 43,8 mil profissionais a cada 4 anos, ou seja, uma média de 12 mil por ano (Ministério da Educação, 2020). Número insuficiente para atender a demanda de 105 mil profissionais, por ano, entre 2020 a 2024. Nosso país faz parte de uma situação global de falta de mão de obra qualificada em tecnologias da informação. Além disso, fatores como baixa qualidade no ensino, alta taxa de evasão nos cursos de formação e pouco domínio da língua inglesa e a rapidez nas mudanças e novas linguagens de programação também contribuem para essa situação.  

Os jovens que navegam na grande rede denominada internet, que têm dúvidas sobre qual carreira seguir e gostam de estarem conectados a um dispositivo podem e devem se desafiar na área de Tecnologia da Informação. Esses profissionais, com certeza, estarão no topo das mais escassas profissões nos próximos anos, conforme os dados apresentados até o ano de 2020. 

 

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade para melhorar sua experiência em nossos sites e personalizar a entrega de conteúdo do seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições.