Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Transito ? Uma Preocupação Crescente

por Eduardo Cortez

“João foi atropelado na faixa de segurança.”
“Veículo desgovernado, fere cinco em parada de ônibus.” 
“Motorista alcoolizado atinge três veículos, fere quatro pessoas e foge do local.”
“Maria, mãe de um menino de três anos é morta em acidente, estava sem cinto de segurança.” 
“Crescem as multas por dirigir e falar ao celular!”

Notícias como estas estão presentes todos os dias na mídia. Cada vez mais a pedagogia no trânsito se preocupa com os altos índices de acidentes. Nosso custo com essa prática já chega a 1.03% do PIB Brasileiro. 

O diagnóstico da acidentalidade tem sido um só: 95% dos acidentes tem como causa a IMPRUDÊNCIA humana. Como pedagogos – educadores do trânsito e promotores da formação do novo condutor nos perguntamos, onde estamos errando, algo se passa que não conseguimos atingir a cidadania, onde está o respeito no trânsito e a proteção a própria vida? A primeira falha é do sistema, o capitulo do CTB que trata da obrigação da Educação no Trânsito ser competência em todos os segmentos da educação, não acontece. Com isso, a formação “obrigatória” do novo condutor, fica resumida a aquelas 45 horas teóricas ministradas pelos Centros de Formação de Condutores. Lamentavelmente insuficiente para a formação de valores e cidadania no trânsito. 

Com esse cenário, temos tentado a busca do abrigo de conhecimento junto a Psicologia, para encontrar o que mais fazer! 
O tema trânsito remete ao comportamento, que está diretamente relacionado às pessoas. A maneira como cada um se comporta no trânsito vincula responsabilidade e o equilíbrio emocional do indivíduo. 

As pessoas são os principais integrantes deste complexo e dinâmico sistema, e estudar a especificidade e a complexidade do comportamento humano no contexto do trânsito/mobilidade é o objetivo primordial da Psicologia do Trânsito. 

Cada vez mais avançamos no estudo da vida do indivíduo, desde sua formação educacional de casa, de família concepção do mundo de valores, pois o reflexo da tomada de decisão pode ali ter sua origem. 
Atento aos altos índices de acidentes, o Conselho Nacional de Trânsito – Contran – decidiu como tema da Semana Nacional de Trânsito, para o ano corrente, em setembro a: Década Mundial de Ações para a Segurança no trânsito – 2011/2020: Eu sou mais um por um trânsito mais seguro. 

A campanha tem como principal finalidade a conscientização do cidadão de sua responsabilidade no trânsito, valorizando ações do cotidiano e visando a participação de todos para o alcance da segurança viária. Só assim teremos um trânsito mais humanizado, mais cidadão. 

Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018