Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

O ensino e a distância

por Dartagnan Farias - Docente da Fatec Pelotas

O avanço das tecnologias voltadas para a internet junto com a popularização da mesma trouxe algumas vantagens que há alguns anos seriam improváveis. Em se tratando de ensino o modelo tradicional de sala de aula com professor, quadro e provas está sendo adaptado de acordo com estas mudanças, porém ainda é visto por alguns com certa repulsa. Cursos a distância de pós-graduação e até mesmo graduação estão sendo ofertados por diversas instituições de ensino, aumentando a concorrência com as instituições tradicionais, onde os principais argumentos de venda são valores reduzidos e flexibilidade de horários que o modelo EAD permite a seu aluno.

Em contrapartida as instituições que optam pelo modelo tradicional de ensino argumentam a seu favor que aulas presenciais exigem mais do aluno formando assim um profissional melhor preparado e com conhecimento mais aprofundado sobre a área de atuação escolhida. Ocorre que independente do modelo de ensino, a dedicação e o comprometimento do aluno com o curso é que definem a qualidade da formação do mesmo. Também a organização da instituição de ensino conta muito, pois a distância facilmente passa o sentimento de desamparo do aluno em momentos chave tanto no ensino quanto em questões administrativas.

Inegavelmente o networking do aluno aumenta bastante com o EAD, onde é possível interagir com colegas de outras localidades do país e até mesmo do mundo proporcionando troca de experiências de realidades bastante distintas. Porém, o lado ruim é que para o aluno que não está habituado a gerenciar seus horários sem uma agenda pré-definida, o acúmulo de conteúdo é recorrente dificultando bastante a conclusão das demandas geradas pelos professores.

A prática de ensino EAD requer maturidade quanto às prioridades das partes interessadas. É interessante que para evitar problemas nos prazos de entrega das atividades propostas, o aluno crie algumas rotinas como dias e horários específicos da semana para se dedicar aos estudos propostos. Práticas como estas acabam se tornando um hábito para o aluno de modo que o aprendizado não seja afetado. Toda mudança requer uma série de adaptações das pessoas. No caso do aluno que opta pelo EAD, ele precisa estar disposto organizar seus horários criando hábitos para otimizar o aprendizado e tirar proveito dos benefícios que o modelo oferece como assistir aulas e realizar tarefas propostas no sofá da sala no conforto de sua casa. 

Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018