Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

O cuidado que salva

por Lívia Biasuz Machado - Docente de Saúde do Senac São Leopoldo

O Outubro Rosa enfatiza os casos de câncer de mama entre as mulheres e, não menos, porém raros, em homens, como maneira de chamar a atenção para a necessidade de prevenção. A campanha tem por objetivo o compartilhamento de informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, câncer do colo do útero, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo dessa forma para redução do número de casos e de mortalidade.

O símbolo característico da campanha é a representação do laço rosa, do dicionário, “atar e desatar”, como forma de demonstrar a importância da união na busca pela informação, diagnóstico e pelo tratamento precoce.No Brasil, as campanhas de conscientização sobre o câncer de mama acontecem desde 2002, mas foram instituídas por lei federal apenas em 2018. 

É importante ressaltar que a nossa legislação, através do Sistema Único de Saúde – SUS, disponibiliza a mamografia de rastreamento e o tratamento de forma gratuita às mulheres, considerando fatores de risco prévio na família e fatores como a idade (acima dos 40 anos como rotina anual). Esta orientação permite que a mulher acesse, por meio dos serviços de atenção básica, o encaminhamento ao exame com maior agilidade e, consequentemente, ao tratamento caso seja descoberta a doença.

Com a campanha é possível direcionar esforços das equipes de saúde para a conscientização e busca ativa das mulheres aos serviços para realização de consulta de rotina, onde receberão informações acerca do autoexame das mamas - uma maneira da mulher se conhecer e monitorar alterações palpáveis nas mamas e região axilar, assim como de encaminhamentos necessários para prevenção, diagnóstico e tratamento adequados.

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis. Para prevenção ressalta-se praticar atividade física regularmente, alimentar-se de forma saudável, manter o peso corporal adequado e evitar o consumo de bebidas alcoólicas e fumo.

Na consulta de rotina é importante, além das orientações acerca dos hábitos saudáveis, igualmente tranquilizar a mulher quanto aos mitos que envolvem o exame de diagnóstico, como a mamografia. Muitas pacientes referem ser dolorida e desconfortável, porém a dor é subjetiva e cada pessoa sente de forma e intensidades diferentes. A prevenção também é muito importante, sendo as chances de cura de mais de 95% quando detectado o câncer de mama de forma precoce. O exame é rápido e realizado por profissionais capacitados para que ela se sinta acolhida, segura e que não sinta desconfortos.

O Rio Grande do Sul tem como característica o elevado número de casos de câncer de mama quando comparados aos demais estados do Brasil. Por esta razão, muitas campanhas e ações são realizadas aqui a exemplo do Instituto da Mama do RS – IMAMA, que organiza a caminhada das vitoriosas(#eucaminhopelavida) entre outras ações, como forma de demonstrar que a doença tem cura e que pode sim ser vencida e com apoio de diversos setores da sociedade.

Pratique a informação segura. Informe-se sobre o Outubro Rosa e seja um multiplicador, você pode ajudar a salvar vidas.

 

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade para melhorar sua experiência em nossos sites e personalizar a entrega de conteúdo do seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições.