Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

Tríade da Motivação

por Mariela Perez Elguy - Professora do Senac Santana do Livramento

Em tempos de estresse, ansiedade, depressão, pânico e fobias, a prevenção ou antídoto é motivar-se. Porém, ter uma jornada completa e complexa ainda motivado é um desafio.
A Tríade da Motivação nos propõe três caminhos: Autoconhecimento, Aceitação e Empatia.

Autoconhecimento é a capacidade de compreender nossos conflitos, confrontar nossa verdadeira identidade. É uma experiência libertadora para tentar deixar de ser alguém o que não somos. Um ponto importante é que precisamos escolher nossas amizades. Elas são fortemente influenciadoras, pois “somos a média das cinco pessoas com as quais convivemos”. Dependendo a quem você está associado, poderá ser realizado ou frustrado, vencedor ou perdedor, comunicador ou tímido, influenciador ou influenciado, conquistador ou derrotado. Lembre-se que a águia voa para o alto, para cima, sempre focada na linha do horizonte, enquanto a galinha cisca para baixo e para trás.

O autoconhecimento é como o alicerce de um prédio: fundamental para a construção da nossa vida. Muitas vezes, tem algumas características que desejamos ignorar como pontos do nosso “alicerce”, porque são muito feios e não tem admiradores, como a “fachada do prédio”. O alicerce nunca aparece, porém vai fundo para sustentar os andares muitas vezes vistosos. Os prédios mais seguros são os que se investe muito no alicerce, não se economiza nem se esconde defeitos; se reparam. Hoje se ouve falar muito em qualidade de vida relacionada à alimentação e exercícios físicos, pontos importantíssimos para o bem-estar e motivação, porém cuidar da mente “alicerce”, dos pensamentos que orientam nossas ações, é primordial. O “alicerce” é o começo de toda grande obra, não pode falhar.

Aceitação é a necessidade de ser confrontado com o que somos, nossa verdadeira identidade e, a partir daí, fortalecer o que acreditamos ser pontos fracos e procurar a melhoria contínua dos fortes. Aceitação não é acomodação, e sim a capacidade de reconhecer nossas limitações. É, ao contrário de reclamar procurando culpados, ter uma atitude proativa frente à vida. Não devemos deixar o medo ao fracasso paralisar-nos. O fracasso é uma situação e não uma pessoa, devemos aceitá-los como degraus e não como muralhas. Quem jamais comete erros não realiza nada durante toda a vida. Fracasso não é apenas cair, mas sim permanecer no chão. Quando paramos de olhar apenas para onde nos encontramos e começamos a olhar para o que podemos nos tornar, iniciamos uma jornada vitoriosa. Para mudar resultados devemos mudar comportamentos e, para mudar comportamentos, devemos mudar sentimentos. Nossos estados emocionais também dependem de nossos objetivos e da maneira como encaramos nossos sonhos, nossas dificuldades e nossos desafios. A maneira como vemos o mundo, como encaramos os fatos e a realidade determina a maneira como sentimos o mundo e a nós mesmos.

Empatia é a capacidade de colocar-se no lugar do outro, refere-se à eficácia com a qual as pessoas percebem e compreendem suas próprias emoções e as emoções dos outros, sendo capazes de administrar seu comportamento. Os novos desafios e a complexidade com que nos deparamos em nossas vidas e relacionamentos pessoais, em nossas famílias, em nossas vidas profissionais são de uma ordem de grandeza diferente e exigem uma nova atitude mental, uma nova habilidade, um novo conjunto de ferramentas, um novo hábito, o de encontrar a própria voz e inspirar outros a encontrar a deles. Seja assertivo nos seus relacionamentos, resolva a alienação das pessoas que estão distantes, confronte quando necessário para preservar o relacionamento. Embora não possamos fazer ninguém mudar, podemos fazer muito para promover a mudança. Confrontar com franqueza, eficiência e assertividade provocará mudanças não só nos relacionamentos, mas em nós mesmos.

Saúde mental é conhecer-se, aceitar-se e aceitar o outro. Devemos parar para refletir: o que estamos fazendo hoje que precisamos parar de fazer para alcançar os resultados que desejamos? O que temos que começar a fazer hoje para chegar aonde queremos? A distância entre o sonho e a realidade é a ATITUDE! Diga não ao isolamento. Procure alguém para dividir seu fardo. Valorize a vida.

(Inspirado nas obras “O Oitavo Hábito”, de Stephen R. Covey e “O Poder da Transformação em sua Jornada”, de Noélio Duarte)

Serviços da escola
Serviços do Senac-RS
Acessos
Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Nós apoiamos o Pacto Global
Melhores em Gestão 2018