Senac

Rio Grande do Sul

Artigo

MODA E MERCADO, um mundo de novas perspectivas de trabalho.

por Maggda Mombach - Coordenadora do curso técnico de produção de moda

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as pessoas dobram seus gastos mensais com moda a cada degrau que sobem na escada social, ou seja, à medida que um país enriquece e as pessoas pulam de faixa social, um dos setores mais beneficiados tende a ser o de moda. É o que vem acontecendo no Brasil. Segundo a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), o País é o quarto maior produtor mundial de vestuário, um setor que emprega mais de 1,7 milhões de brasileiros e está entre as três maiores folhas de pagamento da indústria de transformação. Em 2014, o faturamento do setor ultrapassou os US$ 50 bilhões. Detentora de forte potencial econômico, a indústria brasileira da moda tem em seu calendário um dos cinco maiores eventos de moda do mundo: o São Paulo Fashion Week (SPFW). Desde 2004, a semana de desfiles é reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um caso de sucesso em economia criativa. 
Já o comércio de roupas e acessórios, de acordo com dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2011, totaliza mais de 365 mil empresas e tem se firmado como primeiro colocado em número de negócios no território brasileiro. Detentor de mais de 679 mil postos de trabalho, movimenta R$ 9,3 bilhões em salários. Outro dado relevante, levantado em pesquisa pela Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop), é que no final de 2012, estavam em construção 157 shoppings, com previsão de iniciar suas operações até meados de 2015. Paralelamente, grande parte dos atuais shoppings está em expansão, acrescendo lojas em sua estrutura. 


A área da moda chega ao século XXI como uma das mais importantes na economia do Brasil, como um mercado tecnologicamente evoluído, que envolve altas cifras, no qual não há mais espaço para o improviso. É importante também saber, que a atuação profissional na área não se se restringe à figura do estilista. Pelo contrário, o segmento fashion é concorrido, envolve diversos tipos de profissionais. Mas, atualmente, para se trabalhar na área, é necessário muito mais que talento. É preciso profissionalização. 


O surgimento de novos meios de divulgação de produtos e notícias relacionadas à moda, em ritmo cada vez mais acelerado, principalmente após a popularização das plataformas na internet, como sites e blogs de moda, ampliaram os horizontes profissionais para aqueles que desejam atuar no mercado fashion. 
 

PRODUÇÃO DE MODA: muito além de um look
Os caminhos da profissionalização refletem de forma positiva a necessidade, exigência e busca do mercado por profissionais cada vez mais preparados, especialmente, para a área de produção de moda. Quem pensa que a atividade desta figura na moda fica reservada à montagem de looks, está muito enganado! Com o mercado evoluindo e inovando constantemente, eventos, desfiles e campanhas publicitárias tornaram a atuação do produtor de moda fundamental. Afinal, é ele o responsável por interligar o trabalho de todos os demais profissionais envolvidos na equipe. Muito mais que bom gosto e conhecimento das tendências vigentes, este tipo de profissional precisa dominar assuntos como cinema, arte, música, tendências, maquiagem, prestação de serviços. Este tipo de conhecimento é muito importante, já que elas serão imprescindíveis para que ‘fashion producer’ possa desenvolver com êxito a composição de figurinos para teatro, cinema, televisão, espetáculos e publicidade. 

O comércio também está de ‘portas abertas’ para os produtores de moda, já que eles são profissionais preparados para propor estratégias de visual merchandising, orientar e executar ações de promoção de produtos e marcas. Afinal, a produção de moda interpreta movimentos, influencia e dissemina tendências de moda, beleza e comportamento. Este tipo de informação também o habilita desenvolver trabalhos para agências de publicidade, ateliês, editoras de revistas, jornais e blogs, emissoras de televisão e agências produtoras de eventos, por meio da prestação de serviços autônomos, de consultoria, temporários ou contrato efetivo. 

Atento aos movimentos mercadológicos da moda, o Senac Novo Hamburgo apresenta o curso Técnico em Produção de moda. Composto por três módulos, os profissionais formados pelo curso contarão com marcas formativas que incluem o domínio técnico-científico, a visão crítica, a atitude empreendedora, sustentável e colaborativa, com foco em resultados. Essas marcas reforçam o compromisso da instituição com a formação integral do ser humano, considerando aspectos relacionados ao mundo do trabalho e ao exercício da cidadania. Essa perspectiva propicia o comprometimento do aluno com a qualidade do trabalho, o desenvolvimento de uma visão ampla e consciente sobre sua atuação profissional e sobre sua capacidade de transformação da sociedade. 

Dentre os principais objetivos da formação técnica em PRODUÇÃO DE MODA estão: 
* Pesquisar aspectos referentes à evolução da moda como processo cultural e de comportamento; 
* Caracterizar os movimentos socioculturais que influenciam a moda ao longo dos períodos históricos; 
* Catalogar informações relativas a conceitos de moda nos cenários internacional, nacional e regional; 
* Criar imagens de moda alinhadas ao conceito das marcas; 
* Executar projeto de imagem de moda; 
* Propor estratégia de visual merchandising; 
* Compor figurino para teatro, cinema, televisão, espetáculos e publicidade; 
* Executar ações de promoção de produtos e marcas; 
* Executar a produção de moda em eventos; 
* Orientar para o consumo de produtos de moda. 
Dentre as atividades que poderão vir a ser desenvolvidas pelos profissionais habilitados pelo curso, estão algumas como: 
– Pesquisador de moda e/ou tendências em bureaus de moda, departamentos de marketing e sites de moda; 
– Pesquisador e produtor em agências de publicidade e propaganda 
– Produtor de moda e conteúdo em blogs de moda 
– Pesquisador, produtor de figurino e/ou conteúdo em revistas de moda 
– Produtor de eventos 
– Produtor de desfiles 
– Vitrinista 
– Produtor e planner de visual merchandising 
– Personal stylist 
– Gerente de loja 
– Supervisor de loja 

Serviços
Institucional
Contato
Top of mind 2018
Top de marketing ADVB 2018
Great Place to Work 2018
Top Ser Humano 2018
Melhores em Gestão 2018